Casos de Sucesso Vencedores: Desenvolvimento e Membresias

PRIMEIRO LUGAR

Processo Seletivo – Captação de Novos Membros – Ramo CEFET/RJ

Visto que a experiência adquirida mediante atuação em um Ramo Estudantil proporciona um grande crescimento pessoal e profissional, e a maioria das atividades desenvolvidas demandam comprometimento de uma quantidade significativa de pessoas, o desafio enfrentado foi promover uma ampla divulgação do Ramo Estudantil e do IEEE na Universidade e desenvolver um método de recrutamento de pessoas dispostas e empenhadas a atuarem como voluntárias no Ramo Estudantil.

Para que as necessidades citadas anteriormente fossem atendidas, a solução encontrada foi a elaboração de um Processo Seletivo que teve como objetivo avaliar os candidatos interessados em atuar no Ramo Estudantil de forma voluntária e capacitá-los para tal, bem como de um plano de divulgação do Ramo e suas atividades e projetos dentro da Universidade.


Membros do Ramo CEFET/RJ recebendo a premiação durante o evento.


SEGUNDO LUGAR

Minicurso de Férias – Difundindo o Conhecimento – Ramo CEFET/RJ

Perante um evidente déficit de ensino específico dentro da universidade, a principal proposta do programa de Minicursos de Férias é simples e, ao mesmo tempo, desafiadora: difundir, para os membros do Ramo Estudantil, o conhecimento acerca de diversas áreas de ensino que são essenciais para a formação profissional.

Outro desafio enfrentado por todos os Ramos Estudantis é a criação de um método eficaz de arrecadação de fundos para a manutenção das atividades desenvolvidas.

Visando a capacitação dos membros,a arrecadação de verba para os projetos e a difusão do conhecimento, os Minicursos de Férias foram estruturados com a intenção de superar tais desafios através de um método educativo, inclusivo e eficiente. Diante disso, o Ramo Estudantil desenvolveu 14 minicursos de diferentes áreas do âmbito profissional, com emissão pela Universidade de certificados oficiais de conclusão e, como forma de arrecadação de fundos, estipulou uma doação simbólica para os membros que os realizassem, fixando-se um valor por minicurso cursado. Além disso, foram definidos preços especiais para os membros pagantes do IEEE, como incentivo à manutenção e realização de membresias.


TERCEIRO LUGAR

Núcleo de Capacitação IEEE – Ramo CIMATEC

O Núcleo de Capacitação surgiu no início da reativação do nosso Ramo estudantil. Tínhamos pouquíssimas pessoas engajadas a reativar o Ramo estudantil na universidade e tentávamos de tudo para agrupar membros e iniciar as atividades. Como o Ramo era recém-ativado, não tínhamos nenhum Capítulo ou grupos de afinidade, então éramos subdivididos em núcleos. Exemplo: Capacitação, Gestão, Marketing, etc. Com o passar do tempo fomos conseguindo reunir membros, fazendo apresentações semanais do que era o IEEE para várias pessoas da Universidade. O que não sabíamos ainda, é que existe uma grande diferença entre “membros ativos” e “membros perdidos” (nome vulgarmente atribuído àqueles que se comprometeram ao IEEE mas se tornaram inadimplentes por um curto período). E assim começou o nosso foco em captar “membros ativos” e tornar as atividades do Ramo muito mais eficazes.

O Núcleo de Capacitação, sem sombra de dúvidas, foi o que trouxe, e ainda trás, os melhores resultados para o ramo. A ideia adotada é promover o compartilhamento de conhecimento  dos membros mais experientes com todas as pessoas, não restrito apenas a membros ou estudantes da universidade, e ao fim, convidá-las para desenvolver projetos com o IEEE. Dessa forma, empolgados com o conhecimento recém adquirido, as pessoas que aceitavam o convite, mostravam resultados muito mais satisfatórios ao desenvolverem as atividades do Ramo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *